"A melhor decisão é aquela que vem com a aprovação de Deus"

Neste sábado (16), aconteceu o Encontro Mensal de Mulheres Mais que Vencedoras (+QV). O evento foi transmitido ao vivo da sede Renascer Hall para todas as igrejas Renascer em Cristo, pela Rede Gospel de Televisão e via YouTube.

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, multid??£o

 

Depois dos louvores do Renascer Praise e de um bate-papo esclarecedor, Bispa Sonia Hernandes trouxe uma mensagem inspiradora. Acompanhe, a seguir, o resumo:

 

Tema: Dia D: Como tomar boas decisões?

 

Rute1.8 a 19: “...disse-lhes Noemi: Ide, voltai cada uma à casa de sua mãe; e o SENHOR use convosco de benevolência, como vós usastes com os que morreram e comigo. O SENHOR vos dê que sejais felizes, cada uma em casa de seu marido. E beijou-as. Elas, porém, choraram em alta voz e lhe disseram: Não! Iremos contigo ao teu povo.

 

Porém Noemi disse: Voltai, minhas filhas! Por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no ventre filhos, para que vos sejam por maridos? Tornai, filhas minhas! Ide-vos embora, porque sou velha demais para ter marido. Ainda quando eu dissesse: tenho esperança ou ainda que esta noite tivesse marido e houvesse filhos,  esperá-los-íeis até que viessem a ser grandes? Abster-vos-íeis de tomardes marido? Não, filhas minhas! Porque, por vossa causa, a mim me amarga o ter o SENHOR descarregado contra mim a sua mão.

 

Então, de novo, choraram em voz alta; Orfa, com um beijo, se despediu de sua sogra, porém Rute se apegou a ela. Disse Noemi: Eis que tua cunhada voltou ao seu povo e aos seus deuses; também tu, volta após a tua cunhada. Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus.

 

Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o SENHOR o que bem lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti. Vendo, pois, Noemi que de todo estava resolvida a acompanhá-la, deixou de insistir com ela. Então, ambas se foram, até que chegaram a Belém; sucedeu que, ao chegarem ali, toda a cidade se comoveu por causa delas, e as mulheres diziam: Não é esta Noemi?”

 

Depois de tantas tragédias, essas três mulheres – Noemi, Rute e Orfa – decidiram continuar juntas, pois se amavam muito! Mas, nesta jornada rumo à terra de Judá, Noemi as liberou, pois não tinha mais nada para oferecer!

 

Orfa decidiu voltar para Moabe, pois, naquele contexto, era a melhor opção. Em Judá, ela não passaria de uma estrangeira.

 

Mas Rute toma uma decisão surpreendente: permanecer ao lado da sogra, ainda que não tivesse perspectivas de futuro.

 

Humanamente falando, Rute fez a pior escolha! Ela não era judia, ou seja, nem mendiga poderia ser! Ela chegou naquela terra estranha sem ter onde morar, sem ter o que vestir, sem ter o que comer...

 

Mas, pensando bem, ela ficou “na pior” por quanto tempo? Rute escolheu tomar uma decisão espiritual... E isso foi fundamental para que ela fosse restaurada e restituída em tudo!

 

Precisamos ter consciência de que nossas decisões constroem o nosso futuro. Não existem decisões sem consequências. Nossas decisões definem quem nós somos e para onde vamos!

 

Suas decisões falam por você! Por exemplo, se você decidir dormir sem tomar banho? O que o seu marido vai pensar?

 

Se você chegar atrasada todos os dias no seu trabalho? Como as pessoas vão te enxergar? Que você leva a empresa sério? Que você merece um aumento? Claro que não!

 

Nossas decisões definem se seremos reconhecidas ou rejeitadas!

 

As decisões que tomamos também podem despertar efeitos emocionais, ou seja, podem trazer medo, inseguranças, traumas, complexos, frustrações, desilusões, autosabotagem...

 

Muitas mulheres, por conta dessas questões emocionais, acabam travando diante da tomada de decisões. Por isso, elas se deixam conduzir, acabam sendo arrastadas! Isso é um sinal claro de que muitas etapas foram puladas. Faltou desenvolver algumas questões que poderiam deixá-las mais seguras.

 

Mas, afinal, que nos leva a tomar péssimas decisões?

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

 

- Ausência de valores morais e espirituais

 

Quando achamos, por exemplo, que mentir não tem problema!

 

- Insegurança

 

Este sentimento se manifesta em pessoas que foram muito achatadas, que foram vítimas de abusos verbais, que são constantemente subestimadas.

 

Quando somos dominadas pela insegurança, acabamos assumindo culpas que não são nossas. Tornamo-nos massa de manobra nas mãos de pessoas perversas, que se aproveitam dos nossos pontos fracos para nos provocar, oprimir, dominar e drenar nossas forças. De repente, perdemos a consciência de quem nós somos e, consequentemente, a capacidade de tomar decisões. Mas, hoje, o Senhor vai te restaurar e te fortalecer!

 

Colossenses 1.13 e 14: “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.”

 

- Ansiedade e medo:

 

O medo pode ser sinal de que a pessoa não se sente amada! Quem sabe o quanto é amado tem mais liberdade para agir.

 

1 João 4.18: “No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.”

 

Faça o seguinte exercício: Escrava em um papel os seus medos... Olhe para cada um deles e declare Filipenses 4.13“Tudo posso naquele que me fortalece”.

 

- Baixa autoestima

 

Você acaba se anulando e deixando sempre que alguém decida por você.

 

- Arrogância

 

Autoconfiança é diferente de autossuficiência!

 

Lembre-se de que a humildade é uma das principais marcas dos sábios!

 

2 Timóteo 3.1 a 9: “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.

 

Pois entre estes se encontram os que penetram sorrateiramente nas casas e conseguem cativar mulherinhas sobrecarregadas de pecados, conduzidas de várias paixões, que aprendem sempre e jamais podem chegar ao conhecimento da verdade. E, do modo por que Janes e Jambres resistiram a Moisés, também estes resistem à verdade. São homens de todo corrompidos na mente, réprobos quanto à fé; eles, todavia, não irão avante; porque a sua insensatez será a todos evidente, como também aconteceu com a daqueles.”

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, sentado e flor

 

Como tomar decisões certas?

 

Se você fez escolhas errada, humilhe-se na presença do Senhor! Você não pode mudar o passado, mas pode mudar o curso da sua história. Um bom começo é pedir sabedoria para Deus.

 

Tiago 1.5: “Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida.”

 

Filipenses 2.5 a 11: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz.

 

Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai.”

 

Escolhas envolvem renúncias. Você precisa decidir quais vozes vão te guiar. Deixar a carne berrar, diminui a esfera de ação do Espírito Santo na sua vida!

 

Quando a sua decisão agrada, honra e coopera para o plano de Deus, tenha a certeza de que ela te levará a viver o bom, o perfeito e o agradável! Este foi o segredo de Rute! Outra grande marca dela foi a perseverança...

 

Tiago 1.2 a 4: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.”

 

Precisamos aprender a colocar nossas vidas nas mãos do Senhor e ter consciência de que a melhor decisão é aquela que vem com a aprovação de Deus, ainda que não faça sentido!

 

Rute permaneceu “na pior”? Não! Casou com um homem poderoso, formou uma família e entrou para a genealogia de Davi e, consequentemente, para a de Jesus Cristo!

 

Nenhuma descri??§??£o de foto dispon??­vel.

 

 

Redação iGospel

Fotos: Sarah Brito